Espólios
BOTO, António, 1897-1959
BNP Esp. E12
Envelope de carta endereçada a A. Botto por J. Villaret, 1944 BNP Esp. E12/829
Envelope de carta endereçada a A. Botto por J. Villaret, 1944
BNP Esp. E12/829

Poeta e contista, António Tomás Botto nasceu em Abrantes e passou a infância no bairro de Alfama em Lisboa. Emigrou para o Brasil em 1947, onde veio a falecer. Foi um dos mais originais e polémicos escritores portugueses celebrado pela agitada apreensão da 2ª ed. das Canções (1922), cujas edições sucessivamente reviu e aumentou à saciedade. Integrado no primeiro grupo modernista, de Almada Negreiros, Sá-Carneiro e Fernando Pessoa, deixou uma extensa obra que o individualiza claramente.

O espólio (26 cx.: 3622 docs.) reúne documentos dos seus últimos vinte anos de vida, no Brasil, entre poesia e prosa, correspondência e documentos biográficos.

Entregue à BN pelo Sr. Engº João José de Oliveira Barros, em Setembro de 1986, foi doado pelo Sr. Carlos da Silva Tomaz Boto, em 15 de Janeiro de 1999. Com reserva de reprodução de documentos.

Instrumento(s) de Pesquisa:
Inventário
© 2004 Biblioteca Nacional de Portugal. Actualizado a 2004/01/05