Assinatura do autor
Espólios
PEDRO, António, 1909-1966
BNP Esp. E5
[Projecto de programa da representação de] Andorra [no Teatro Nacional D. Maria II], de António Pedro, [1958]. BNP Esp. E5/232
[Projecto de programa da representação de] Andorra [no Teatro Nacional D. Maria II],
de António Pedro, [1958].
BNP Esp. E5/232

Pintor, dramaturgo e poeta, António Pedro da Costa deixou o seu nome ligado ao movimento surrealista português, assinando, logo em 1930, o Manifesto do I Salão dos Independentes. Fundou a 1ª galeria de arte moderna em Lisboa (Galeria UP, 1932), fez parte do Grupo Surrealista fundado em 1947 e colaborou na 1ª Exposição Surrealista em Lisboa (1949). Viveu em Paris, no Brasil e em Londres, fixando-se definitivamente em Moledo do Minho em 1951. Dirigiu o Teatro Experimental do Porto desde 1953 e realizou para a RTP e, nos últimos anos de vida, vários programas.

O espólio (27 cx.) é formado por originais autógrafos de poesia, drama, crónicas e textos vários sobre teatro, cartas recebidas, recortes de imprensa, fotografias, etc. e prolongado por uma colecção de desenhos (524) entre projectos e estudos, "cadavres exquis", nus e academias, retratos e caricaturas.

Foi doado à BN pela viúva do escritor, Sra. D. Maria Manuela Possante da Costa, em Julho de 1980 e incorporado nos seus fundos em Outubro. Em Janeiro de 1981 passou à tutela do ACPC.

Instrumento(s) de Pesquisa:
Catálogo parcial
© 2004 Biblioteca Nacional de Portugal. Actualizado a 2003/12/09