Assinatura do autor
Espólios
MAGALHÃES, Luís de, 1859-1935
BNP Esp. E2
Incesto, Luís de Magalhães, 1889 BNP Esp. E2/cx. 42
Incesto,
Luís de Magalhães, 1889
BNP Esp. E2/cx. 42

Filho de José Estêvão, o reputado tribuno regenerador, Luís Cipriano Coelho de Magalhães foi um dos mais jovens parceiros da Geração de 70. Poeta, romancista e político de inspiração monárquica e nacionalista, fundou, com António Feijó, a Revista Científica e Literária (1880-1881), de feição parnasiana, expressão poética em que se aproximou de Manuel da Silva Gaio. Exuberante epistológrafo, carteou-se com quase todos os intelectuais do seu tempo, reunindo um soberbo arquivo de correspondência que é bem o espelho do quotidiano de letras do fim-de-século XIX português.

O espólio (63 cx.) engloba os originais, em prosa e verso, das obras publicadas pelo escritor, todo o arquivo de correspondência (com destaque para as cerca de 749 cartas recebidas de António Feijó), o arquivo de imprensa e documentos biográficos. Incluía a colecção documental José Estêvão.

Foi comprado, em Janeiro de 1983, às Srªs Dª Maria da Conceição de Lemos Magalhães da Mota de Sottomayor e Dª Joana Isabel de Lemos Magalhães da Mota Van Zeller, netas do escritor.

Instrumento(s) de Pesquisa:
Base de dados parcial (Correspondência)
© 2004 Biblioteca Nacional de Portugal. Actualizado a 2004/04/27